Mídia & Influenciadores

Periodicamente, o grupo de comunicadores membros do Comitê de Relacionamento com Mídias e Influenciadores da Aberje se encontra para discutir temas ligados ao universo da mídia e dos influenciadores digitais e de opinião. Este blog traz alguns resumos, reflexões, insights e conhecimento gerados pelos membros.

O que eu ganho mensurando minhas atividades e resultados?
24 de setembro de 2021
  • English

O mundo mudou e com ele a necessidade de estar mais próximo do que nunca de números e cifras se intensificou. Não basta somente realizar uma campanha ou uma ação com influenciadores, temos que entender o impacto real disso e a forma como uma determinada ação contribuiu para atingir os objetivos do nosso trabalho. Estamos vivendo um mundo no trabalho, reflexo do mundo real, em que temos que aprender a priorizar. Qual é o produto que vamos comunicar, em que ação vamos investir dinheiro, qual é a audiência que vamos segmentar. E a melhor forma de tomar todas essas decisões é entendo os resultados de campanhas anteriores e podendo tomar decisões, e riscos, mais controlados e acertados.

Por isso que o Comitê Aberje de Comunicação e Relacionamento com Mídias e Influenciadores abordou em sua sessão em julho “Medição de resultados na atuação com mídias e influenciadores” como tema principal. Com intuito de aproximar a realidade dos comunicados ao, muitas vezes, tão temidos números, o comitê ofereceu três conteúdos distintos a seus membros com intuito de desmistificar um pouco a lógica por detrás dos números aplicada à comunicação. Urbano Sampaio, sócio e Chief Strategy Officer da Zygon, dividiu a tela com seu parceiro, Vlad Lima, Data Analyst, para contar um pouco do que se pode fazer dentro do conceito de comunicação inteligente ao integrar dados de diferentes mídias, on e offline, para alcançar resultados mais assertivos.

Assertividade é um tema que deve ser bastante explorado pelos profissionais de comunicação. Afinal, toda a comunicação parte de uma lógica estabelecida entre um emissor e um receptor, e se um dos dois não está bem calibrado com a mensagem, o canal, ou mesmo o código, poderá haver um ruído comunicacional que prejudicará a efetividade da mensagem, tornando-a menos eficaz e eficiente. Buscar entender aquilo que se pode mensurar é o primeiro passo para reformularmos o mercado e o universo da comunicação no Brasil, e além.

E suportando essa ideia de impacto para as marcas, Monica Vac, vicepresidente de Operações e Planejamento da MSL, ao lado de Maristela Zago, gerente de Atendimento e Marketing de Influência da agência, trouxeram sob a mesa suas próprias experiências e percepções sobre “Influence Marketing e reflexões sobre mensuração de impacto para as marcas” abordando sobre como podem contribuir esse nicho de influenciadores de opinião, digitais ou não, em termos de construção de reputação, manutenção da imagem, ou mesmo, uma divulgação ou uma amplificação de uma campanha de produto. Ao trazer esse assunto, as duas tiveram a oportunidade de mostrar aplicações práticas de conhecimento teorizados e compartilhar alguns aprendizados significativos, como a importância da segmentação e seleção de todas as peças envolvidas, que deve ser feito com atenção e cuidado, em algo maior como o marketing de influência.

Por fim, a coordenador de e-commerce da Klabin, Aniara Sani, se enfocou no tema de geração de awareness. Um tema muito conhecido no ambiente de comunicação e marketing, afinal, sempre nos perguntam: “como podemos gerar awareness sobre determinado produto?” Mais além de entregar alguns mensagem, o case “Klabin For You” tratou de referenciar algumas métricas que podem ajudar alguém a identificar o que está sendo efetivo do ponto de vista de geração de influência e como melhorar indicadores que não estão correspondendo às expectativas iniciais do projeto.

Todos estes aprendizados e conversas só reforçam a importância de se renovar constantemente, ainda mais no mercado da comunicação. Mensurar vai mais além da coleta de informações, e sim, é a forma de entender quais pontos de análises são relevantes ou não para que se possa aperfeiçoar determinada estratégia e tirar mais proveito da mesma. Ao contrário do que muitos pensam, mensurar não é algo exclusivamente quantitativo, mas sim pode se beneficiar, e muito, de comentários, sugestões, críticas e retroalimentações no geral. Mensurar é uma forma de entender se a rota pensada a princípio está te levando ao lugar desejado ou se é necessário fazer algum ajuste de curso. É mensurando que é possível tomar a decisão correta caso seja necessária uma mudança brusca e abrupta no seu trajeto inicial.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin