Cuidados para replicar mensagens-chave da empresa
22 de junho de 2016
  • English

vivianrio

Mudança de política e de processos, realocação de profissionais, remodelagem de processos, corte de custos e de investimentos. Decidir por essas ações na empresa não é tarefa fácil, imagine então o desafio de comunicá-las aos colaboradores sem maximizar insatisfações e impactar o negócio.

Nesses momentos cruciais, mais do que enviar comunicados oficiais ou fazer campanhas de comunicação, é preciso contar com as médias lideranças para retransmitir essas mensagens, afinal, são esses profissionais que mais influenciam os membros de suas equipes.

Mas nem sempre a mensagem oficial é retransmitida da forma como a empresa gostaria, seja porque o líder não “comprou” a ideia, seja porque ele não tem refinadas certas habilidades comunicativas.

Para minimizar essa imprevisibilidade – inerente a todos processo comunicativo – uma solução encontrada por algumas empresas é elaborar “scripts” com as mensagens-chave, para que a mensagem dita seja mais condizente com o esperado pela companhia, mesmo sabendo que há o fator individual na realização dessas comunicações.

Por um lado, essa iniciativa prepara melhor os líderes para lidar com eventuais objeções e para contemplar diferentes tipos de argumentos mais efetivos e condizentes com a missão ou o momento da empresa. Por outro lado, esse script pode soar como imposição de ideias e até ser mal utilizado: já ouvi relatos de líderes que retransmitiam o script tal como recebido (leitura ou retransmissão via e-mail), sem adaptações necessárias aos interlocutores, evidenciando que não eram palavras suas ou não dando a devida importância para a mensagem em si.

Por isso, vale a pena avaliar se essa estratégia condiz com a cultura da sua empresa. Se sim, é preciso trabalhá-la de forma cuidadosa para que os resultados sejam os esperados. Se não, pode ser mais útil investir em capacitação dos líderes para comunicar de forma mais eficaz, respeitando o estilo deles, do que em elaborar scripts para eles.

Como sempre em comunicação, não há uma fórmula única e efetiva, mas fica aqui o alerta.

 

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.