×

Fundação Cargill desenvolve sistemas agroflorestais no interior paulista

A Fundação Cargill, com apoio do negócio de Cacau e Chocolate da Cargill, está incentivando o plantio de seringueiras e cacaueiros em Sistemas Agroflorestais (SAF) no Planalto de São Paulo. O projeto é realizado em parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral e o Escritório de Desenvolvimento Regional São José do Rio Preto (SAA/CATI–EDR SJRP), e com a Associação Comercial e Empresarial de São José do Rio Preto, por meio de sua Diretoria de Agronegócios (ACIRP). A Cargill é associada da Aberje.

As UAT’s serão inauguradas até maio de 2019 em municípios da região de São José do Rio Preto. Nas unidades, abertas à visitação pública, serão realizadas atividades gratuitas para a comunidade, como cursos sobre Protocolo de Boas Práticas Agrícolas. Também estão confirmadas visitas técnicas às áreas de SAF com cacau na Bahia e Dia de Campo e Workshop com participação de técnicos da CEPLAC nas unidades implantadas neste projeto. “O objetivo é apresentar à comunidade rural da região uma alternativa de agricultura sustentável. Para isso, estamos implantando Unidades de Adaptação Tecnológica (UAT) que servirão como centros de informações e sediarão reuniões e workshops. Também estão previstos dias de campo e visitas técnicas”, explica o diretor-presidente da Fundação Cargill, Yuri Feres.

Há 45 anos, a Fundação Cargill tem sido um agente transformador nas comunidades e causas em que atua. O foco de atuação está voltado à promoção da alimentação saudável, segura, sustentável e acessível, com iniciativas que vão desde o campo até o consumidor final. Em 2017, a Fundação Cargill desenvolveu e apoiou 45 projetos em 61 municípios, além de fomentar o trabalho de 51 comitês de voluntariado corporativo. Com a ajuda de 852 voluntários, a instituição beneficiou 51.554 pessoas.