07 de abril de 2021

8 livros para entender o mundo pós-pandemia

Professores da Escola Aberje de Comunicação indicam as leituras que ajudarão a enfrentar os desafios do “novo normal”

A Arte da Guerra
Sun Tzu – (Novo Século)
Paradoxalmente, apesar de ter a palavra guerra no título, o objetivo do livro é evitá-la. Basta conferir uma de suas frases célebres: “A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar”. Apesar ter sido escrito há 2.500 anos por um general chinês, seus ensinamentos são absolutamente oportunos para uma época de pós-pandemia. Neste velho novo mundo que está nascendo – ainda tão polarizado –, o mais importante é sabermos diferenciar os verdadeiros inimigos. Uma outra passagem célebre do livro pode resumir esse pensamento: “Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas”.

Luiz Chinan
Sócio-diretor da Retohc, fundador da iniciativa Berkeley Institute no Brasil e professor dos MBAs da Universidade Federal da Bahia, da Aberje/ESEG e da Sustentare Escola de Negócios.
É hora de mudarmos de via: as lições do coronavírus
Edgard Morin – (Bertrand Brasil)
A obra discorre sobre 15 lições do coronavírus, nove desafios pós-pandemia e traz cinco propostas para mudarmos de via, ou seja, mudar nossos rumos enquanto civilização, humanidade, planeta. Do alto de seus 99 anos, Morin se empenha em despertar consciência e humanismo no leitor por meio de uma narrativa clara, fluida, contundente que nos faz lembrar que não podemos voltar ao que éramos antes da crise, pois esse antes já não nos define. Podemos, sim, tomar nosso lugar ao desenhar o destino da humanidade, “aventura desconhecida e incrível, e ter a esperança de que ela continue para uma metamorfose, da qual nasceria um novo devir”.

Cynthia Provedel
Especialista em Gestão de Comunicação Organizacional e de Relações Públicas.

As grandes epidemias modernas: A luta da humanidade contra os inimigos invisíveis
Salvador Macip (Companhia Editora Nacional)
Quantos questionamentos a epidemia de Covid-19 nos trouxe e como podemos compreendê-los a partir de uma perspectiva histórica, uma vez que esta não é a primeira vez que uma epidemia nos assola? O livro do médico espanhol Salvador Macip proporciona uma imersão na história de doenças infecciosas – gripe, Aids, tuberculose e malária – e, ao mesmo tempo, traz informações de como podemos combater esses inimigos invisíveis que são seus causadores. Embora carregue consigo uma visão científica, trata-se de uma leitura bastante acessível, didática e com curiosidades interessantes, como famosos que tiveram poliomielite.

Daniela Senador

Mestre em Ciências da Comunicação, consultora independente e professora.

Notas sobre a pandemia: E breves lições para o mundo pós-coronavírus (artigos e entrevistas)
Yuval Noah Harari (Companhia das Letras)
Rápido de ler, didático e com um estilo próprio que já consagrou o autor, o livro é uma coletânea de artigos e entrevistas de Harari na época do início da pandemia. A obra reforça a importância dos líderes mundiais nesse contexto, com seus desafios e suas dificuldades, e destaca que a vitória sobre a Covid-19 virá por meio da informação e da união da humanidade. O livro se mostra bastante esperançoso, mas, para nós, brasileiros, que já lemos Nelson Rodrigues (“O ser humano é capaz de tudo, até de um gesto nobre”), tem momentos ligeiramente utópicos. A mensagem final que fica é o clamor para uma maior cooperação da sociedade.

Carlos Parente
Diretor da Midfield Consulting e coordenador do Programa Avançado de Relações Institucionais e Governamentais da Escola Aberje.

Como salvar o futuro: Ações para o presente
André Carvalhal (Paralela)
Um livro que provoca o leitor a pensar em um possível – e tangível – cancelamento do futuro por causa da pandemia e de seus impactos. Assim, traz à tona conexões com temas como sustentabilidade, consumo, novos formatos de trabalho e educação, para abordar o nosso comportamento perante o mundo que habitamos e as tensões existentes nessa relação, que podem inclusive comprometer o futuro da humanidade. Numa fase em que tanto se fala sobre sustentabilidade, o livro dá embasamento para a crítica de narrativas frágeis.

Danilo Gurdos

Consultor em sustentabilidade aplicada aos negócios, é sócio-fundador da Horizonte B.

Dominados pelos números: do Facebook e Google às fake news – os algoritmos que controlam nossa vida
David Sumpter (Bertrand Brasil)
A pandemia acelerou a digitalização, e, mais do que nunca, boa parte da vida das pessoas e das empresas é intermediada por algoritmos. Qual trajeto seguir, a qual série assistir, qual restaurante escolher… Para todas essas decisões contamos com a ajuda (ou com o viés) dos algoritmos. É importante saber o que eles são e o que não são. Não são os novos oráculos nem são magia, mas sim regras criadas por humanos usando tecnologia e matemática para atender a interesses das organizações que os desenvolvem.

Lucas Reis
CEO da Zygon AdTech & Data Solution, professor do IAB Brasil e pesquisador de Big Data no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital.

A era da curadoria:  O que importa é saber o que importa!
Mario Sergio Cortella e Gilberto Dimenstein (Papirus 7 Mares)
Publicado em 2015 e fruto de uma rica conversa entre dois pensadores influentes em suas áreas de atuação, o livro é um convite a pensar no nosso percurso de curadores de nós mesmos em meio à “infoxicação” que vivemos. Dimenstein e Cortella nos convidam a parar e refletir sobre a relação inerente entre comunicar e educar, tratam com maestria sobre o aprendizado ao longo da vida, a simultaneidade, a instantaneidade e a conectividade. Com uma frase que poderia ser um lema, “o que importa é saber o que importa”, o livro é uma pausa para pensar sobre nossas bolhas, como sair delas, como ampliar nosso repertório e atuar de forma mais integrada ao mundo ao nosso redor.

Vivian Rio Stella
Autora do livro Comunicação Eficiente: como escrever mensagens com clareza, concisão e funcionalidade e professora de cursos de extensão na Faculdade Cásper Líbero e na Aberje.

As opiniões se movem nas sombras
Carlos Matheus (Atlas)
Ao longo da história, a opinião pública sempre impactou comportamentos, tomadas de decisão e a construção da realidade social que nos afeta. Mas, nesta pandemia, estamos vivendo o impacto de opiniões públicas que podem retirar ou proteger vidas em volume tão inimaginável, que é fundamental olharmos com lentes mais criteriosas esse processo de formação de opinião. Neste livro, que já tem 10 anos, Carlos Matheus reflete a partir da filosofia, da história, da política, da sociologia e da comunicação sobre os aspectos que estão nas sombras da formação da opinião. Importante não apenas para “entender”, mas principalmente para construir a realidade de que precisamos no pós-pandemia.

Ágatha Camargo

Coautora do livro Relações Públicas Estratégicas: Técnicas, conceitos e instrumentos e pesquisadora de comunicação e ética organizacional desde 2009.