×

Whirlpool apresenta Relatório de Sustentabilidade de 2018

Rede Aberje

A Whirlpool Corporation, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid e associada da Aberje no Brasil, divulgou seu Relatório de Sustentabilidade referente a 2018. Em nível global, a Companhia obteve avanços relevantes na redução da quantidade de recursos naturais utilizados na cadeia produtiva, além de ampliar a eficiência de seu portfólio de produtos de modo a contribuir para a diminuição de seus impactos ambientais.

A adoção da metodologia World Class Manufacturing (WCM), que  padronizará o processo produtivo em todas as unidades da Whirlpool, tem contribuído para a utilização mais racional de recursos e para a redução de desperdícios, gerando ganhos de produtividade e aumentando ainda mais qualidade dos produtos oferecidos ao consumidor.  44 plantas da Whirlpool em quatro regiões globais já utilizam a metodologia. No Brasil, as unidades de Joinville e Rio Claro acabaram de conquistar o nível Bronze de excelência global em manufatura. Uma grande conquista para a nossa região. Uma das missões da companhia é continuar a investir na jornada rumo à excelência em toda a sua linha de trabalho, trazendo ainda mais eficácia para sua cadeia produtiva.

Outro avanço importante no período foi a aceleração do processo de redução do descarte de resíduos em aterros. A meta mundial da Whirlpool é zerar esse descarte até 2022. E o Brasil se destaca, e muito, nesse aspecto. Das oito fábricas no mundo que conquistaram o status de resíduo zero, as três unidades da companhia no território brasileiro  foram as primeiras a bater a meta antes do prazo estipulado globalmente. “Todas as plantas brasileiras atingiram zero resíduos para aterro em 2015, ou seja, sete anos antes da meta prevista em todo o mundo”, destaca Vanderlei Niehues, diretor de Sustentabilidade e Assuntos Regulatórios da Whirlpool. “Manaus, Joinville e Rio Claro são reconhecidas por não realizar nenhum tipo de descarte em aterros. Isso confirma o nosso compromisso em reduzir os impactos ambientais e a colocar o Brasil no mapa como um dos países que preza pela sustentabilidade”, finaliza Vanderlei.

Para contribuir no equacionamento de fatores que influem nas mudanças climáticas, a Whirlpool implementou um programa global com metas para a redução de emissões. Até 2025, a Companhia pretende ter emissões 30% menores que os níveis de 2005. Um dos pilares desse processo é a ampliação do uso de energias renováveis. Nos Estados Unidos, a Whirlpool é uma das maiores produtoras de energia eólica in-loco.

BRASIL – A Whirlpool apoia iniciativas voltadas para o desenvolvimento das comunidades que vivem no entorno de suas unidades. Por meio de parcerias com organizações sem fins lucrativos, a Companhia investe em ações que contribuam para a melhoria de moradias, a promoção da saúde, a educação e o desenvolvimento econômico e social de jovens, entre outros temas.

Em 2002, a marca Consul  fundou o Instituto Consulado da Mulher, que atua em temas como erradicação da pobreza, empreendedorismo e promoção da igualdade de gênero, entre outros. Ao todo, 35.000 mulheres já participaram de programas do Instituto – 4.845 pessoas foram beneficiadas direta ou indiretamente em 2018.

A promoção da igualdade de gênero é uma das políticas priorizadas pela Whirlpool também com seus colaboradores. Atualmente, 50% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres e em 2018 a Companhia foi reconhecida pelo Great Place to Work – GPTW Women como uma das melhores empresas para as mulheres trabalharem no Brasil.

Iniciativas voltadas para o uso racional da água geraram bons resultados nas unidades da Whirlpool no país. O reaproveitamento de água de chuva permitiu uma redução de 7% na utilização do recurso  e o sistema de tratamento de efluentes da fábrica de Rio Claro (SP) viabilizou a reutilização de água no local. Aproximadamente 8.500m³ de água são utilizados para processos internos anualmente, o equivalente ao uso mensal de água de mais de 450 residências brasileiras.  No ano passado, a unidade de Joinville, em Santa Catarina, desenvolveu um projeto para substituição de água potável nas caldeiras por água coletada da chuva, reduzindo cerca de 1.800m³ de água ao ano. Atualmente cerca de 7% do volume total de água consumido na fábrica de Joinville é proveniente de recuperação de água de chuva.

As boas práticas adotadas pela Companhia levaram a Whirlpool a ser premiada pela revista Exame como uma das empresas mais sustentáveis do país. A companhia conquistou o primeiro lugar na categoria Governança da Sustentabilidade. Um grande reconhecimento pelas práticas de sustentabilidade e responsabilidade social adotadas pela Whirlpool no País.

A íntegra do Relatório de Sustentabilidade 2018 está disponível versão no site da Whirlpool Corporation.