×

UM BRASIL debate o uso da tecnologia na gestão das cidades

A plataforma multimídia UM BRASIL, em parceria com a revista Problemas Brasileiros (PB) promove o debate “Inteligência urbana – desenvolvimento, criatividade e qualidade de vida”, na quarta-feira, 3 de abril, às 19h, no auditório da Uninove, campus Vergueiro, em São Paulo. O conteúdo do encontro foi inspirado na reportagem de capa da edição n.º 451 da PB, a ser lançada na ocasião.

O bate-papo abordará como a tecnologia otimiza a gestão das cidades. De acordo com estudo da Organização das Nações Unidas (ONU), 54,6% da população mundial vivem em áreas urbanas – em torno de 3,6 bilhões de pessoas –, e a expectativa é que esse número chegue a 6 bilhões em 2050, com 70% dos habitantes nos centros urbanos: 64,1% nos países em desenvolvimento e 85,9% nos desenvolvidos. Por essa razão, é preciso utilizar ao máximo a coleta de dados para solucionar problemas atuais e prevenir novos contratempos. É o que muitas cidades já têm feito por meio do conceito de smart cities, cujo objetivo é gerar resultados eficientes, de forma sustentável, influenciando diretamente na qualidade de vida dos moradores, que são participativos no gerenciamento e na troca de informações.

Mediado pelo jornalista Jaime Spitzcovsky, o debate terá a participação de Humberto Dantas, doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador da Fundação Getulio Vargas (FGV-SP), coordenador do mestrado em Cidades Inteligentes e Sustentáveis da Uninove e do máster em Liderança e Gestão Pública do Centro de Liderança Pública (CLP); Gustavo Maia, publicitário, estudou Advertising Design no Istituto Europeo Di Design em Barcelona, cursou MBA em Marketing na FGV, Certificates in Business Administration no Insper-SP e Criação de Soluções Colaborativas para Governo na Universidade Harvard, cofundador do Colab, rede social para cidadania premiada como melhor aplicativo urbano do mundo; e Luís Fernando Massonetto, graduado em Direito e Doutor em Direito Econômico pela USP, é coordenador do grupo de pesquisa Direito e Regulação do Capitalismo, com ênfase em Direito Urbanístico.

O encontro marca o lançamento da edição #451 da PB, publicada sob coordenação da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) e produzida pela agencia Tutu, associada da Aberje. Com mais de 56 anos de mercado editorial, a publicação traz a reportagem “Cidades inteligentes – como a tecnologia pode melhorar a gestão pública”.

A revista mostra exemplos de iniciativas inteligentes em Canoas (RS), Niterói (RJ), Macapá (AP), Itu (SP), Boa Vista (RR), Águas de São Pedro (SP), entre outros municípios que utilizam a tecnologia para melhorar os serviços públicos prestados à população. “A informação é um propulsor que retroalimenta a inovação e, assim, a revolução tecnológica mantém seu curso. Para isso, além de banda larga 5G, fibra ótica e, claro, softwares inovadores, é necessário haver pensamento cooperativo de um lado e gestão pública empreendedora de outro”, explica o CEO da Urban Systems, empresa que atua na área de inteligência de mercado e consultoria, Thomaz Assumpção.

CONTEUDO – Além da reportagem sobre as smart cities, PB #451 aborda os mandatos coletivos, grupos que ocupam cadeiras em assembleias legislativas norteados por causas ligadas a direitos humanos, meio ambiente, igualdade de gênero, entre outras frentes. Nesse novo modelo de participação política, um dos integrantes exerce o mandato oficial, mas a legislatura tem o engajamento dos integrantes da bancada coletiva.

A importância da educação sexual nas escolas também é tema ao enfatizar que, por falta de informação, muitas adolescentes engravidam, abandonam os estudos, perdem oportunidades no mercado de trabalho e entram nos bolsões de pobreza.

O legado de Monteiro Lobato é relatado pelo escritor Jorge Caldeira. Após 70 de sua morte, as suas obras entraram em domínio público em 2019. A edição traz ainda uma entrevista com Leandro Karnal, historiador e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). “Se eu não publiquei ou não fotografei, não existiu”, exemplifica, ao analisar o tempo de pós-verdade e liberdade de expressão que vivenciamos atualmente.

 

SERVIÇO

Quando: 3 de abril de 2019, quarta-feira

Onde: Uninove, campus Vergueiro

Endereço: Rua Vergueiro, 235/249 – Liberdade, São Paulo
Horários: às 19h
Valor: gratuito