fbpx
×

Sabesp beneficia 17,6 mil pessoas com doação de caixas-d’água

Rede Aberje

A  Sabesp, instituição associada à Aberje, já beneficiou 17,6 mil pessoas com a doação de mais de 4,4 mil caixas-d’água na Região Metropolitana e também em municípios do interior.  A distribuição dos reservatórios teve início no final de março, quando  foi estabelecida a quarentena pelo Governo do Estado de São Paulo, e  é  uma  das  medidas  sociais  adotadas  pela  Sabesp  para  combater o coronavírus.

A  Companhia  garante  o fornecimento de água na Região Metropolitana, e a caixa-d’água  é um item que dá segurança a mais às famílias. Isso porque o reservatório  assegura  que  as  casas  tenham  água  no  caso de qualquer situação  emergencial que afete o abastecimento público ou nos momentos em que há menos consumo e em que a empresa faz a gestão da demanda, reduzindo a  pressão  da  água  na  rede para evitar rompimentos e vazamentos, o que ocasionaria transtornos maiores à população.

Famílias  que  moram  em  áreas de alta vulnerabilidade social de todas as regiões  da  Capital receberam as caixas-d’água, entre as quais os bairros Paraisópolis  (a  comunidade,  sozinha,  recebeu  1,4  mil reservatórios), Heliópolis,  Vila Prudente, Jd. Elisabeth, Pq. Das Flores, Vila Albertina, Brasilândia,  Jd.  Damasceno, Penha, Jaguaré, Jd. Colombo, Jd. São Carlos, União   Vila   Nova,   Grajaú,   Jabaquara,  Santo  Amaro,  Vila  Roschel, Guarapiranga,  Jd.  Pantanal,  Itaquera.  A distribuição também ocorreu em cidades  da  Região Metropolitana, como no ABC, Alto Tietê, região norte e oeste da Grande São Paulo.

A  Sabesp  tem ainda disponíveis outras 800 caixas-d’água para a população que  não  tem  condição  de comprar e está preparada para atender a outras demandas, conforme as necessidades mapeadas pela própria Companhia junto a lideranças  comunitárias.  Parte  dessas  mais  de 5 mil caixas-d’água foi doada por empresas parcerias: Tigre, Amanco Wavin e Fortlev.

A  necessidade  de imóveis terem caixa-d’água com reservação para ao menos 24  horas  está  determinada  no  decreto  estadual  12.342/78.  A  Sabesp recomenda  aos  moradores  que  conectem  torneiras  e outros equipamentos hidráulicos às caixas-d’água.