×

Projeto de educação ambiental da CBA promove relacionamento com a comunidade escolar da Zona da Mata

Professores da rede pública das cidades de Itamarati de Minas, Cataguases, Miraí, São Sebastião da Vargem Alegre, Muriaé, Rosário da Limeira, Miradouro e Fervedouro participaram do encerramento do Curso de Atualização em Educação Ambiental. O projeto faz parte do Programa de Educação Ambiental (PEA) e foi realizado durante o ano escolar pela CBA – Companhia Brasileira de Alumínio, empresa associada da Aberje. Durante o evento, os professores tiveram a oportunidade de apresentar seus trabalhos de educação ambiental para uma banca examinadora. O PEA é um programa realizado pela CBA com objetivo de fomentar a educação ambiental junto do público interno e externo da sua área de influência direta.

 

 

Com o tema “Jogos Cooperativos e Metodologias Ativas”, ministrado por Myrian Castello, da empresa Fábrica dos Sonhos, o curso foi realizado em maio e envolveu 38 educadores da rede pública, além de representantes das secretarias municipais de ensino e superintendências regionais.

Os professores que participaram do evento de encerramento apresentaram seus projetos para uma equipe de jurados formada por representantes do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (CIEA), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e Instituto Estadual de Florestas (IEF), Conselho Municipal de Conservação e Defesa do Meio Ambiente (Codema), e da Proeco Ambiental, empresa responsável pela execução do PEA.

Representante do IEF, o engenheiro agrônomo Valmir Rosário participou da banca de jurados pelo segundo ano consecutivo. Para ele, que atua na coordenação do núcleo de apoio na Zona da Mata, a iniciativa traz diversos benefícios para a região. “É muito importante trabalhar a educação ambiental nas escolas e nos municípios. É sempre um prazer participar da mesa de jurados e ver, mais uma vez, o que as pessoas têm feito de ação prática em termos de educação ambiental”, disse Valmir.

Projetos vencedores – Realizada no dia 8 de novembro, na Pousada Paraíso, no distrito de Pirapanema, em Muriaé, a culminância do curso contou com a presença de 27 pessoas. A iniciativa “Sementes do amanhã”, elaborada na Escola Municipal Maria Auxiliadora Guarçoni Benini Bonato, em Rosário da Limeira, foi a melhor pontuada desse ano. Desenvolvido pelos professores José Victor Façanha e Aline Demarque, o projeto foi concebido por meio de uma gincana com latinhas de alumínio, onde o material coletado pelos alunos foi destinado para uma cooperativa de catadores e a renda foi revertida para ações lúdicas para os próprios alunos.

Em paralelo, a iniciativa da escola também buscou mapear os artesãos do município, identificando-os e fazendo entrevistas. O projeto promoveu uma visita dos alunos a uma fazenda modelo da região. Outra ação de destaque desenvolvida pelo projeto foi à experiência gustativa produzida pelos alunos e seus familiares de produtos naturais produzidos no município.”Os alunos abraçaram a causa, colocando a mão na massa e ajudando em todas as ações”, conta José Vitor. Para o professor, que leciona educação física, as ações envolveram tanto os alunos que eles passaram a aplicar o que aprenderam em casa. “Alguns pais disseram que, depois do projeto, os filhos começaram a mudar alguns hábitos. Sem falar que a escola está mais limpa, com menos desperdício até na hora da merenda”, relata o professor.

O gerente da unidade da CBA na Zona da Mata, Christian Fonseca de Andrade, destacou a importância do curso. “Ao longo dos últimos 17 anos, a capacitação tem obtido êxito na formação de agentes educadores como multiplicadores da conscientização ambiental. É com muito orgulho e sentimento de dever cumprido que chegamos ao fim de mais uma edição do Curso na Zona da Mata”, finaliza Christian.