fbpx
×

Pesquisadores e especialistas internacionais visitam Parque das Neblinas

Rede Aberje

O Ecofuturo recebeu, no Parque das Neblinas – reserva ambiental da Suzano (empresa associada da Abejre) em Mogi das Cruzes e Bertioga – grupos de pesquisadores brasileiros e holandeses, além de participantes do evento BIO2020 – Perspectivas Brasileiras para o Marco Pós-2020 de Biodiversidade. Os visitantes conheceram as ações de restauração e conservação da Mata Atlântica promovidas pelo Ecofuturo, e as relações da unidade com o desenvolvimento sustentável da região e proteção da biodiversidade.

O encontro reuniu cerca de 30 pesquisadores brasileiros e holandeses que tiveram projetos relacionados à restauração da Mata Atlântica aprovados em edital da FAPESP, em conjunto com agência de pesquisas da Holanda. A visita de campo foi acompanhada por pesquisadores da ESALQ/USP, coordenados pelo prof. Dr. Pedro Brancalion. Além de conhecer o trabalho feito na área pelo Instituto Ecofuturo e um estudo focado em tecnologias para a restauração que está em desenvolvimento, o objetivo foi buscar sinergias para potencializar a colaboração científica entre as equipes. “Esta visita inaugura um esforço internacional entre São Paulo e Holanda para desenvolver conhecimento e tecnologia para a restauração do bioma e visa apresentar o Parque das Neblinas aos pesquisadores holandeses. A reserva é uma área emblemática para a regeneração da Mata Atlântica e um potencial laboratório a céu aberto para a realização de nossas pesquisas”, explica Brancalion.

Já a visita reuniu no Parque cerca de 40 participantes do BIO2020 – Perspectivas Brasileiras para o Marco Pós-2020 de Biodiversidade, evento que aconteceu esta semana em São Paulo para discutir as contribuições do Brasil para a renovação dos compromissos com a conservação global da diversidade biológica, como preparação para 15ª Conferência das Partes (COP15) para a Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) da ONU, que acontecerá em outubro, na China.

Na reserva, o grupo aprofundou as discussões e reflexões sobre restauração de ecossistemas, e produção e consumo sustentáveis e favoráveis à fauna e flora silvestre. Os participantes também conhecerem o trabalho do Ecofuturo no local, e a relação da unidade com a estratégia de sustentabilidade da Suzano.