A plataforma Natura Musical está reformulando sua estratégia de conteúdo, e o trabalho está sendo executado pela VICE Brasil. A proposta é expandir a atuação do programa para além de um sistema de lançamento de singles e conteúdo sobre os projetos patrocinados, amplificando sua voz na rica e pulsante produção musical brasileira.

Novos conteúdos sobre música e comportamento já estão sendo publicados desde o final de maio, na ideia de ser um multicanal de entretenimento.

O Natura Musical foi criado em 2005 para valorizar a música brasileira e, após uma década de atuação, está em um processo amplo de renovação de seus modelos, aproximando o programa do circuito do entretenimento, da cultura urbana e da cena formadora de tendências. Depois de inaugurar a Casa Natura Musical em São Paulo, o lançamento do projeto editorial desenvolvido pela Vice traduz essa aspiração para o ambiente digital, e acompanha a estratégia da Natura de aproximação com o consumidor, especialmente do público jovem. “Acreditamos que a VICE, com seu conhecimento e expertise em conteúdo mobilizador, será capaz de debater questões relevantes dessa produção contemporânea e ampliar o olhar da marca sobre música e comportamento, desenvolvendo novas formas de interação com o consumidor”, diz Fernanda Paiva, gerente de marketing institucional da Natura.

O novo conteúdo é dividido em quatro frentes: Amplifica, vídeos de conversas aprofundadas sobre temáticas diferentes e engajadoras; Radiografia, que traz matérias e social films sobre a cena musical no Brasil como, por exemplo, o Eletromelody em Belém e o Novo Rock em Natal; Faixa a Faixa, vídeo nos quais artistas comentam seu disco e abordam questões como curiosidades e inspiração para a composição de cada faixa; e Minha Playlist Para…, vídeos em que personagens da música são os DJs e selecionam músicas para cada ocasião.

“O processo criativo de criação de conteúdo para Natura Musical foi um trabalho colaborativo entre as duas partes. Foram quase três meses de pesquisa e imersão no cenário musical e cultural antes de chegar a este formato. A plataforma é uma oportunidade de abrir espaço e dar voz aos próprios artistas, que unem a música a um debate mais amplo em torno de assuntos importantes”, analisa Gabriel Klein, head criativo da VICE Brasil.