×

Itaú cria sua própria tipografia

Fonte com o nome do Itaú., empresa associada da Aberje, será usada em todos os materiais e transmite atributos como consistência, eficiência e força para a construção de marca. A tipografia exclusiva levou 10 meses para ser desenvolvida e foi criada pela área de Design do Itaú em parceria com a empresa inglesa Dalton Maag, que possui sede em Londres e escritório no Brasil. Ela começou a ser utilizada no final do ano passado, em testes com a colaboradores do banco, e agora foi disponibilizada para toda a instituição.

Essa pioneira família tipográfica passa a ser a letra oficial para todas as suas comunicações internas e externas, como apresentações, informativos diversos para colaboradores, clientes e acionistas, além de materiais institucionais de modo geral, no Brasil e no exterior. “A ideia de criar uma tipografia para o Itaú partiu da necessidade de ter uma fonte com características específicas para o mundo digital, sem perder de vista a aplicação nas demais mídias”, diz Alexander Guazzelli, superintendente de Design do Itaú. “Prezamos por criar algo que transmitisse alta legibilidade, eficiência e redução de peso, sem perder os atributos que a fonte atual (Myriad) agrega para a marca, como proximidade, leveza e dinamismo”, complementa o executivo.

Assim, chegou-se ao desenvolvimento de um trabalho que Guazelli define como uma fonte humanista, que convida o olhar a caminhar pelo texto através de suas formas arejadas e dinâmicas, criando proximidade com o usuário.

 

itau-tipografia

 

Com a criação da fonte Itaú, o banco consolida sua presença na história do design gráfico. E passa a integrar um seleto grupo de empresas que contam com um tipo de letra (ou família tipográfica) exclusiva e personalizada. Além de toda a renovação visual que a Itaú trará para a marca, os ganhos com a sua implantação impactarão também na eficiência do banco. Entre os resultados projetados, há uma redução de valor na casa dos milhões, com a adoção da nova fonte.

 

CRIAÇÃO – O processo contou com a participação da área de Pesquisa do Itaú, que apurou a percepção e receptividade da nova fonte junto a 1,2 mil clientes. Isso ocorreu por meio de uma metodologia inovadora que incluiu análise quantitativa, associação implícita e semiótica para testar a legibilidade da fonte, entre outros atributos. O resultado comprovou que “Itaú” foi a fonte mais associada à marca.

A nova tipografia foi criada em duas versões, chamadas Display e Text. A primeira com o objetivo de ser utilizada para corpos maiores, voltada para materiais impressos e apresentações. Já a Text será usada para mobile por apresentar espaçamento um pouco maior e terminações levemente diferentes. Desta forma, a “Itaú” possibilita o uso em todos os materiais, internos e externos, criando mais consistência, ganhos de eficiência e força para a construção de marca.

Para ilustrar o desenvolvimento, foi produzido um vídeo que mostra todas as mudanças. Assista em https://youtu.be/wRUSNx0Ngtk.