Segundo encontro do Ciclo de Debates Aberje-Época, em São Paulo, no dia 17 de Outubro

Segundo encontro do Ciclo de Debates Aberje-Época, em São Paulo, no dia 17 de Outubro

O estudo Eleições 2018 – Perspectivas da comunicação organizacional, organizado por ÉPOCA em parceria com a Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) mostrou o alto descrédito dos executivos na imprensa brasileira.

O levantamento foi realizado junto a 50 empresários das maiores organizações do país que fazem parte do LiderCom, da Aberje, grupo que detém 20% do PIB brasileiro em vendas líquidas em 2016, e 34 executivos da área de comunicação. Elaborada por Paulo Nassar, professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), e Hamilton dos Santos, diretor-geral da Aberje, a pesquisa mostrou que para 50% dos entrevistados a imprensa brasileira ainda não está capacitada para fazer uma cobertura satisfatória das eleições de 2018.

Para o professor Paulo Nassar, a divisão apontada pelo estudo mostra que os veículos de imprensa mais tradicionais devem procurar se institucionalizar – principalmente na internet, o paraíso das fake news. “É um trabalho difícil, é uma maratona, não uma corrida de 50 metros. Os veículos precisam perceber a necessidade de reforçar sua identidade, seu valor enquanto empresa de comunicação, porque é isso que vai fazer com que o público confie naquele conteúdo que está sendo publicado.”

Mesmo criticando a imprensa atual, porém, a grande maioria dos empresários consultados (94%) buscam informações nos meios de comunicação digitais e 91% acompanham o cenário político do Brasil pelos veículos tradicionais.

Os resultados da pesquisa podem ser conferidos neste link.