×

Estudantes de Relações Públicas da UFRGS vencem desafio sobre agronegócio no Prêmio Universitário Aberje

Redação Portal Aberje

Patrocinada pela Bayer, 10ª edição do PUA desafiou os competidores a criarem uma estratégia de comunicação para melhorar a imagem do agronegócio brasileiro

Por Marina Caiado e Matheus Oliveira (Jornalismo Junior)

Grupos vencedores do PUA 2018, apresentado pela Bayer (Foto: João Cardio)

Quatro estudantes do curso de Relações Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Renata Rodeghiero, Guilherme Rolin, Mariana Fraga e Bruno Petinelli foram os grandes vencedores da 10ª edição do PUA – Prêmio Universitário Aberje, que aconteceu em São Paulo nos dias 8 e 9 de novembro. Nesta edição, contou com o patrocínio da Bayer e teve como desafio criar uma estratégia de comunicação que contribuísse para a melhoria da imagem do agronegócio brasileiro.

O PUA é promovido com o objetivo de lançar aos jovens universitários desafios reais de mercado, que os instigam a desenvolver habilidades profissionais importantes, tais como dinamismo, expressão e organização. Para as empresas que apresentam o desafio, é uma oportunidade de entrar em contato com as mentes e o universo dos jovens, cujos olhares não estão “viciados” com o ambiente corporativo. “Conversar com os jovens é fundamental, é muito importante para as empresas. Elas são organizações que envelhecem. As culturas organizacionais podem se tornar duras, rígidas, e o que é preciso fazer nesse momento? Precisamos conversar com gente que está entrando no mercado para arejar essa cultura”, afirmou Hamilton dos Santos , diretor-geral da Aberje.

No dia 8, mais de 100 estudantes de todo o Brasil se reuniram em São Paulo para ouvir o desafio lançado pelo diretor de Comunicação Corporativa da Bayer, Paulo Pereira. A partir da recente aquisição da Monsanto pela empresa alemã, o desafio da Bayer está em como trabalhar a imagem dos agroquímicos, tendo a empresa um compromisso com o meio ambiente. “Como as pessoas podem ter uma percepção um pouco mais positiva? Porque o problema que percebemos hoje é que, às vezes, a pessoa tem uma imagem tão fechada, que não consegue escutar o que o outro quer falar”, afirma Paulo. Ao final de sua fala, uma surpresa: o grupo vencedor, anunciado no dia seguinte, viajaria para a Alemanha.

Ao estilo de hackaton, com apenas um ponto de Wi-Fi e algumas horas, os estudantes encararam então o desafio. Utilizando método de design thinking, sob orientação da Inovaria, eles desenvolveram um case de comunicação e apresentaram suas propostas ao final do dia. Seis grupos finalistas foram escolhidos dentre os mais de 30 inscritos.

No segundo dia do PUA, os grupos apresentaram para uma banca de jurados no escritório da Bayer. Foi assim que os estudantes de Relações Públicas da UFRGS conquistaram o prêmio, com o projeto intitulado “Novos Olhares: Ressignificando o agronegócio do campo a cidade”. Entre as suas ideias, estava a criação da “Casa Bayer”, uma casa móvel que pode viajar pelos centros urbanos do país e convidar pessoas não familiarizadas com o tema do agronegócio a conhecer a importância da aplicação dos aditivos agrícolas no dia a dia. O grupo lembrou que cada vez mais a humanidade necessitará de uma produção de alimentos em maior escala e que, portanto, os aditivos devem ser vistos como um aliado na alimentação das pessoas, não seu oposto. A ideia da construção da casa, então, é fazer com que os indivíduos visualizem, segundo o grupo, todos os espaços cotidianos em que o agronegócio está presente: desde o algodão da roupa que o sujeito está vestindo até o alimento que ele consome. A equipe também propôs a criação do “Bayer Glasses”, óculos de realidade virtual construído com materiais acessíveis que possibilita ao usuário uma imersão dentro do mundo do agronegócio e o insere nos valores da própria marca.

Além do troféu, o grupo levou para casa o prêmio de 10 mil reais e uma viagem para Alemanha, para visitar a sede da Bayer. Em segundo lugar ficou o grupo de alunas da Facha e PUC-Rio: Gabrielle Siqueira, Clara Ribas Cadena e Carolina Ernst, que faturaram 5 mil reais. Em terceiro lugar, os estudantes da FAPCOM, Felipe Rebelo Marques, Williane Magalhães de Oliveira, Jéssica Teodoro da Silva e Stephany Felipe Machado ganharam 3 mil reais.

Grupo vencedor do PUA 2018, apresentado pela Bayer (Foto: João Cardio)