fbpx
×

Dow amplia doação de álcool em gel para 16 hospitais estaduais de SP

Rede Aberje

Com o objetivo de auxiliar a população no combate à proliferação da Covid-19, a Dow – empresa associada da Aberje – readequou as linhas de produção de sua unidade em Hortolândia (SP) para a fabricação de álcool em gel para doação a hospitais públicos e unidades de saúde do estado de São Paulo. A produção já foi iniciada e os primeiros lotes chegam à rede pública de saúde na próxima semana.

Tendo em vista a disseminação dos casos e a necessidade urgente de insumos básicos como álcool em gel, a Dow anunciou hoje a extensão da doação com mais 15 mil litros para serem destinados a 16 grandes hospitais públicos do estado de São Paulo, entre eles o Instituto de Infectologia Emilio Ribas, o Conjunto Hospitalar do Mandaqui, o Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, o Hospital Heliópolis, e o Hospital Guilherme Álvaro, entre outros. A iniciativa foi comunicada hoje em reunião com o governador João Doria e secretários do estado. “Graças à união de esforços entre entes das iniciativas público-privadas, conseguimos criar uma rede de apoio que conta com mais de 230 empresas, que participam do Comitê Empresarial Solidário, de diversos segmentos”, afirmou hoje em coletiva o governador João Doria. Para ele, essa união possibilitará ampliar os esforços para proteger vidas no estado de São Paulo e, também, para contratar mais de 1,1 mil profissionais de saúde, que auxiliarão nesta luta contra o novo coronavírus.

Ao todo, a Dow doará 25 toneladas (30 mil litros na conversão do produto), o primeiro lote já anunciado – 15 mil litros – será doado para mais de 200 hospitais e unidades de saúde pública das cidades paulistas de Campinas, Guarujá, Hortolândia, Jacareí e Jundiaí. O segundo lote destinado aos 16 hospitais estaduais de grande porte – mais 15 mil litros – tem previsão de entrega para o final de abril.

O álcool em gel não é um produto produzido pela empresa e esse esforço conjunto envolveu diversas unidades de negócio da companhia, além da DOW RESTRICTED Comunicado à Imprensa Av. das Nações Unidas, 14.171 – Diamond Tower São Paulo, SP dow.com/brasil colaboração de clientes e fornecedores, para viabilizar a produção na unidade de Hortolândia, que originalmente fabrica silicones.

Para a produção do material, a Dow necessitava de um espessante, uma das matérias-primas necessárias para a formulação do álcool em gel. A escassez desse item no mercado fez com que os times de Pesquisa & Desenvolvimento e Manufatura na unidade fabril de Jacareí (SP) se unissem para fabricar o espessante necessário no Brasil para viabilizar exclusivamente esta produção e doação. “A Dow segue trabalhando em outras iniciativas para auxiliar a população no combate à proliferação desta epidemia em parceria com clientes, fornecedores e com o governo, que devem ser anunciadas em breve”, afirma Javier Constante, presidente da Dow na América Latina.

PARCERIA – A doação só foi possível graças à união de empresas que se dispuseram a agir em prol de um bem comum: a luta contra o novo coronavírus e o apoio à sanitização dos espaços públicos de saúde, ação tão importante nessa batalha.

A empresa de logística Cesari fornecerá o transporte do etanol para a fábrica de Hortolândia e a limpeza do tanque que realizará o transporte. A Intertank, especializada em tanques de pequeno e médio portes, emprestará os contêineres metálicos para fracionar o etanol que ficará armazenado na fábrica de Hortolândia. O transporte para os locais indicados pelas secretarias de Saúde das cidades contará com apoio do Grupo Toniato e as embalagens de 10 litros serão doadas pela Greif, cliente da Dow e fornecedora global de embalagens para a companhia. O álcool em gel será disponibilizado em bombonas plásticas (polietileno de alta densidade), seguindo as exigências e recomendações do INMETRO.

E a corrente de solidariedade não para aí. A Campo Limpo Plásticos, fornecerá as tampas das embalagens seguindo as especificações de desempenho definidas pela Greif e Dow; a empresa de logística EBMAC, se encarregará do transporte das embalagens para a fábrica de Hortolândia; e a Transbueno, do Grupo Bueno, fará a retirada e entrega das tampas da embalagem em Hortolândia, local da fabricação do álcool em gel.