×

Diretoria da Aberje defende no Reino Unido o empreendedorismo das Relações Públicas no Brasil

Com 44 trabalhos sendo apresentados de maneira intensiva ao longo de dois dias, a International History of Public Relations Conference atinge em 2015 o recorde histórico de apresentações que debatem o profissional, a profissão e o campo das Relações Públicas globalmente. Entre hoje e amanhã, a Universidade de Bournemouth, no Reino Unido, recebe a sexta edição da conferência, principal evento global sobre história das Relações Públicas, que inclui trabalhos de autores em 20 países.

O Diretor-Presidente da Aberje e professor livre-docente da USP, Paulo Nassar, o Diretor Administrativo, Mateus Furlanetto, e o representante do primeiro fellowship global da associação, Terrence Flynn, apresentaram nesta quarta-feira o estudo “Electrifying Public Relations: How a Canadian Company Created Brazil’s First Corporate Public Relations Department”, sobre a participação da companhia elétrica Light e de Alexander Mackenzie no estabelecimento e na criação da área de relações públicas no Brasil. 

Além da reafirmação da parceria internacional com Terrence Flynn, professor do Curso Internacional em Comunicação Empresarial Aberje-Syracuse, Nassar e Furlanetto mobilizam seus históricos à frente da direção da Aberje, principal stakeholder de comunicação das empresas brasileiras, e também na Academia. Nassar, Livre Docente pela Universidade de São Paulo, é professor da Escola de Comunicações e Artes, onde coordena disciplinas em comunicação, negócios, ciências sociais e relações públicas nas graduações e pós-graduações. Furlanetto, Mestre pela USP, é também professor da Faculdade Cásper Líbero, para os cursos de RP.

"A força e profundidade dos trabalhos mostra o quanto as pesquisas em história das relações públicas têm se desenvolvido desde a primeira conferência em 2010", disse o presidente da conferência, o professor Tom Watson. Durante a conferência, a série “National Perspectives on the development of Public Relations", organizada pelo Professor Watson, foi lançada. Nassar e Furlanetto são autores de um capítulo da obra, ao lado do Prof. Dr. Luiz Alberto de Farias, apresentando a história das relações públicas no Brasil desde 1914 e seu desenvolvimento até os dias atuais.

Ampliando a base da pesquisa histórica, os trabalhos selecionados da conferência serão publicados em uma edição especial sobre a História das Relações Públicas na Public Relations Review em 2016. Temas como a história da mulher nas relações públicas, as relações entre a atividade e a arte, os impactos das RP na educação, as conexões entre RP e a história inglesa e europeia, storytelling e narrativas estão entre os assuntos debatidos nesta quarta e quinta-feira, na Universidade de Bournemouth.