×

Diego Tórgo chega de Portugal à BriviaDez como head of Creativity

Redação Portal Aberje

Publicitário tem no currículo trabalhos premiados internacionalmente 

Mais um reforço de peso desembarca na BriviaDez. Depois de uma temporada em Portugal, o publicitário Diego Tórgo chega à empresa para assumir a função de head of Creativity. Em seus 17 anos de trajetória, o profissional atuou na criação de campanhas para grandes marcas nacionais e internacionais, como Nivea, Walmart, AB InBev, Volkswagen, Lojas Renner, Uber, a portuguesa Lactogal e a angolana Unitel.

Mas não são apenas as grandes marcas que diferenciam o trabalho de Tórgo. O publicitário, que forjou sua carreira no mercado porto-alegrense e passou os últimos dois anos e meio em solo português, tem no currículo trabalhos reconhecidos em festivais de propaganda regionais, nacionais e internacionais. Cannes Lions, New York Festival, Epica Awards, Prêmios Lusófonos e Colunistas Brasil são algumas de suas conquistas.

Formado em publicidade e propaganda pela PUCRS e com especialização em Design Estratégico pela Unisinos, Tórgo tem passagens pelas agências e21, Competence e Paim. “Direção de Arte é minha expertise número um. O design, com foco maior em identidades e branding também foram campos que sempre explorei bastante”, conta. Ele atuará ao lado de Giovanni Sartori, também head of Creativity, contratado em fevereiro. 

Para Diego Tórgo, o melhor da experiência em Portugal foi o contato com outras culturas dentro da rede FCB, participando de entregas internacionais. “Trabalhar com o Edson Athayde também é algo a se destacar, pois ele é uma referência no mercado português. A publicidade em Portugal é dividida em antes e depois dele. Foi um aprendizado rico”, relata.

Para o publicitário, aliar o mercado da propaganda à tecnologia é um diferencial da empresa. “A BriviaDez se destacava pelo crescimento em um cenário complicado no país. As referências que eu tinha sobre a empresa eram as melhores, com feedbacks muito positivos de quem trabalha e trabalhou aí. Mas o principal motivo foi o knowhow tecnológico e digital. Esse DNA da agência é um campo vasto de oportunidades criativas”, salienta.

Diego Tórgo