Não lamente o fim de um modelo.  Construa um novo.

Reinventar Jornalistas RJ

Enquanto se fica na discussão sobre profissões, diplomas, mercado de trabalho, demissões, um grupo de cariocas criou a Rede Reinventar Jornalistas RJ, em setembro de 2015 na esteira das primeiras demissões no setor. Em 2010 havia iniciado o Jornalistas RJ no Facebook, que hoje reúne mais de 10 mil integrantes. Muitos deles se encontram periodicamente com o objetivo de discutir novas formas de repensar a profissão, sobretudo após as demissões em massa das grandes redações do Rio de Janeiro, desde 2015. Acreditam que o esfacelamento do modelo de negócios dos grandes veículos abre uma oportunidade única para o jornalismo independente. Seus organizadores também entenderam que era importante fortalecer e disseminar a cultura empreendedora, conectando, capacitando e inspirando-os a empreender. A missão que os mobiliza é a de conectar profissionais e transformá-los em empreendedores para que possam gerar novas oportunidades de trabalho, renda e negócios por meio de iniciativas independentes ou coletivas.

Em 2016, foram 17 encontros, com mais de 1,2 mil pessoas e quase 80 palestrantes e facilitadores. Cursos curtos e complementares, abertos a jornalistas, RPs, publicitários, designers, fotógrafos, ilustradores, cinegrafistas e marqueteiros foi o caminho que percorreram para se atualizar com o novo mercado e com a academia. A ABI é a sede das apresentações de cases de jornalistas, consultores, professores e outros profissionais que os inspiraram com novas ideias para transformar grandes desafios em boas oportunidades. Além de várias assessorias, que muito profissionais empreenderam com seu know how e diferenciais próprios em formatos arrojados na mídia eletrônica, criação de sites, livros, projetos, etc., muitos também se interessaram em concorrer à carreira acadêmica. Voltaram para as salas de aula para aprender novas habilidades e enfrentar o mercado cada vez mais competitivo.  A grande maioria foi conquistada pelo discurso da reinvenção.

O caminho escolhido pela Rede Reinventar Jornalistas RJ está corretíssimo. Segundo a  Pesquisa Desafios dos Empreendedores Brasileiros/2016,  da Endeavour  Brasil, com o apoio da Neoway e coleta do Datafolha, a grande maioria dos mil empreendedores entrevistados relataram ter desafios em diversas áreas que, compartilhados, se tornam  um saudável sinal de troca de conhecimento e cooperação.  As pessoas sempre têm um bom conselho para oferecer quando já passaram por situações parecidas.  Não é nenhum segredo: todo empreendedor, seja ele grande ou pequeno, enfrenta uma sequência interminável de desafios em seus negócios quase que diariamente. “O grupo que mais sente dor em inovação são os de Tecnologia da Informação e Comunicação.  Saber que o empreendedor ao lado também sofre com os mesmos desafios pode estimular a troca de boas práticas”.

Segundo pesquisa desenvolvida pelo Entrepreneurship Monitor, uma parceria entre a London Business School e o Babson College, que abrange mais de 100 países, e no Brasil é conduzida pelo IBQP e o SEBRAE, cresceu 39,3% o número de empreendedores, número maior do que o aumento de 2014 – 34,3%. Os analistas, no entanto, concluem que estas estatísticas são impactadas pela necessidade de sobrevivência e não pela inovação ou oportunidade, o que indica claramente a situação econômica do país, mesmo sendo a taxa de crescimento superior aos Estados Unidos, México e países que compõem os BRICS.

Necessidades básicas, independência, perspectiva de maiores rendimentos, oportunidade, desejo de inovar, não importa a razão.  O que interessa é que a Rede Reinventar Jornalistas RJ, instalada no Rio de Janeiro por jornalistas e seguidores, tem alcançado resultados muito positivos.  Nesta reunião de comunicadores de todas as disciplinas, verdadeiras joias reúnem conteúdo e ações que colaboram para reescrever o futuro da profissão dos comunicadores. Palmas!


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.