Ele voa com leveza, sobrevoa com segurança, alcança altitudes e lugares desafiadores. É comparado a avião, nave espacial, helicóptero, asa-delta, OVNI, aves, insetos, aeromodelo, robô voador. Sim, estamos falando dos drones!

Há tempos ando intrigada com esse “bichinho-brinquedinho-equipamento”, essa perspicaz aeronave pilotada remotamente, que voa longe! Fotografa, filma, investiga, entrega, mapeia, pesquisa, monitora, aduba, alimenta, protege, resgata, ataca, diverte, emociona.

Apesar de um de seus nomes em português ser VANT (Veículos Aéreos Não Tripulados), vou chamá-lo de Zangão, que é a tradução literal à palavra inglesa “drone”. Quem já viu e ouviu essa máquina, irá concordar que essa denominação é apropriada ao barulho que ela faz.

Pois bem, o Zangão começou sua trajetória para fins militares, a exemplo de diversas soluções tecnológicas que temos hoje, como a própria internet. Esse robô voador ganhou popularidade, no início dos anos 2000, por fotógrafos e cinegrafistas. Foi nessa época que também ganhou força pelo Brasil. Ficou famoso por aqui na Copa do Mundo de 2014, nas Olímpiadas de 2016 e como integrante de destaque em algumas escolas de samba cariocas e paulistas.

A regulamentação está de olho nele. A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) vem avaliando critérios de credenciamento, segurança, limites de uso, de altitude e distância. É realmente preciso estar atento a esses pontos, bem como aos limites da ética e da privacidade, certo, Zangão?

Exemplo de um recente trabalho publicitário para o setor automobilístico com o uso de drone (Cerri Filmes – Abril/17)

Os Drones na Comunicação e no Marketing

O fato é que os drones têm solucionado, com agilidade e baixos custos, uma série de demandas empresariais e das organizações. No universo da Comunicação e do Marketing não tem sido diferente.

Zangão contribui e inova em diversas situações: em cobertura jornalística, na produção de trabalhos publicitários e na realização de materiais audiovisuais em geral. Ele é capaz de fazer uma cobertura relâmpago de algum fato longínquo; de registrar situações perigosas ou de difícil acesso; de captar imagens e participar de situações que historiam, vendem, impressionam!

 

Participação do drone nos diversos setores

Segundo estudo realizado pela PwC, em maio de 2016, o uso comercial da tecnologia drone no mercado global é avaliado em mais de US$ 127 bilhões. Os drones vêm sendo usados principalmente nos setores de infraestrutura e agricultura. Nota-se que a participação do Zangão no campo da mídia ainda pode crescer. Confira abaixo:

drone
Em se tratando de Gestão de Pessoas e Endomarketing, áreas que sempre me atraem, será que ele já andou, melhor dizendo, voou, por essas bandas? De que forma um drone pode transitar, similarmente, nesses campos? Distribuir brindes ou material promocional, contribuir para ações de capacitação para funcionários, fazer a cobertura de eventos, participar de performances, entregar correspondências de uma forma inusitada, cuidar da segurança de determinados setores da organização?

Vejam alguns exemplos inspiradores:

1) A ação da Baby Dove direcionado para mães por meio de cegonhas-drones 

 

2) Cupdrones oferecem CupNoodles – macarrão instantâneo – para jovens esportistas

Basta dar asas à sua imaginação!


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.