Os benefícios vão desde melhorias na capacitação de funcionários até a economia de recursos

(Imagem: Reprodução / Unsplash)

(Imagem: Reprodução / Unsplash)

A sinalização digital em pontos de venda vem conquistando cada vez mais consumidores e lojistas. As estatísticas comprovam que a implementação de soluções de comunicação digital melhoram a experiência do consumo. Em um levantamento realizado pela VCAglobal, 63% dos pesquisados consideram a sinalização digital atrativa e 42% preferem comprar em lojas nas quais há monitores de vídeo, se puderem escolher.

Em um rápido passeio pelos shopping centers encontramos telas juntas, separadas, nas vitrines e nos caixas das lojas. Todas voltadas, porém, à experiência do consumidor. Como fica, nesse cenário, o empregado que passa, no mínimo, seis horas por dia dentro da loja? Como é a comunicação direcionada a ele? Uma vez instaladas, vale a pena a utilização dessas telas para a comunicação interna?

Para o público interno, as telas podem ser usadas no treinamento e capacitação de vendas. Em vez de levar um treinador até cada loja ou de confinar os times de ponto de venda em hotéis ou centros de treinamento, entrega-se a esse público conteúdo todos os dias, em pequenas doses diárias de informação. Imagine o benefício que esse recurso traria às equipes, ainda mais considerando o investimento em infraestrutura que já foi feito.

Uma grande rede varejista já vem colocando a ideia em prática. Uma vez por semana um vídeo curto, de 10 a 15 minutos de duração, é exibido para a equipe. Cada semana um tema diferente é abordado. Como preparo para essa exibição, o gerente recebe por e-mail uma pauta com orientações sobre eventuais perguntas que o time venha a fazer e como cada tema deve ser endereçado.

A condução da estratégia da marca aos funcionários pelo canal adequado mostra a personalidade e filosofia da organização. Como resultado, temos progressos na capacitação dos funcionários, redução de custos com treinamentos e melhorias no atendimento aos clientes, que deixam as lojas mais satisfeitos.


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.