fbpx
×

CNC implementa programa de sustentabilidade em todo o País

Rede Aberje

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), associada da Aberje, tem disseminado a sustentabilidade corporativa pelo Sistema Comércio de todo o País. Ao lado dos Departamentos Nacionais do Serviço Social do Comércio (Sesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) – este também associado da Aberje, a Confederação iniciou o processo de regionalização do Ecos – Programa de Sustentabilidade em 2017, com a implementação do programa nas Federações do Comércio. Os Departamentos Nacionais de Sesc e Senac iniciaram a implantação em seus regionais pelo Brasil, em 2012. Hoje, o Ecos já está presente em 13 estados brasileiros.

O Ecos foi criado em nível nacional em 2010 pelo Departamento Nacional do Sesc, visando à mudança de procedimentos, e depois foi incorporado pelo Departamento Nacional do Senac e pela CNC. O programa surgiu como resposta à necessidade de se trabalhar a gestão ecoeficiente dos recursos e realizar uma gestão que vislumbrasse mais a atitude sustentável. “Percebemos o quanto era necessário olhar para os processos internos, identificar as necessárias mudanças de cultura e comportamento organizacional e ser um exemplo para a sociedade”, destaca Mario Saladini, especialista em Sustentabilidade do Sesc Nacional.

Ferramenta estratégica, o Ecos visa garantir uma gestão com o olhar sustentável, tendo a missão de planejar, propor, executar e apoiar ações que induzam à prática intersetorial e colaborativa da sustentabilidade nas atividades desenvolvidas. O programa tem três perspectivas de atuação: otimizar o uso dos recursos das instituições; mitigar os impactos socioambientais; e sensibilizar os empregados. Além disso, trabalha ações, iniciativas e projetos, por meio de nove objetivos específicos atrelados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, Agenda 2030.

Diferentemente de outros projetos implantados pontualmente, o Ecos propõe ações permanentes, sempre com possibilidades de melhoria, por meio de indicadores de sustentabilidade. Com base na análise desses indicadores, é possível aferir a eficácia das ações efetuadas, com resultados tangíveis que contribuem para aumentar o nível de informações gerenciais da instituição.

Entre os resultados atrelados a princípios de sustentabilidade, destaca-se a intensificação da utilização da comunicação digital como ferramenta. Com ações relativamente simples, como a digitalização de algumas publicações produzidas pela Gerência Executiva de Comunicação (Gecom) da CNC, conseguiu-se uma economia de 121.680 folhas/ano (2019). Além disso, com a transformação do mural físico da área em um mural 100% digital, estima-se a redução do uso de 954 folhas (últimos três anos). “Sempre se estimulou a comunicação impressa na CNC, por causa da cultura organizacional da casa, e estamos conseguindo mudar esse pensamento, sobretudo por meio da sensibilização dos empregados”, conta Elienai Câmara, gerente executivo de Comunicação da CNC e coordenador do Ecos.

Outra ação desenvolvida pelo programa é a implantação da coleta seletiva solidária. “Essa medida é uma oportunidade de mudança de mentalidade e valores, além de proporcionar a criação de um ambiente favorável à promoção da educação ambiental, já que no Brasil não se tem o hábito de separar os resíduos”, ressalta Fernanda Ramos, analista da CNC responsável pelo Ecos na Confederação.

O Ecos tem como base o conceito de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) e os modelos de gestão Ecoeficiência e Qualidade Ambiental Total, com a missão de introduzir a prática intersetorial e colaborativa da sustentabilidade nas atividades desenvolvidas. Com o programa, pretende-se: sensibilizar os empregados; otimizar o uso dos recursos; e mitigar os impactos socioambientais.

O programa é formado por um grupo gestor de trabalho, composto por um coordenador (gestor/executivo) e mais, no máximo, sete representantes das seguintes áreas: Comunicação, Suprimentos, TI, Infraestrutura (engenharia, serviços gerais, manutenção, etc.), Saúde, RH, além de um representante das áreas finalísticas.

CERTIFICAÇÃO – Em julho de 2019, a metodologia de implantação e operação do Ecos – Programa de Sustentabilidade foi certificada como tecnologia social pela Fundação Banco do Brasil (FBB), instituição associada da Abreje, tornando-se uma das 123 tecnologias reconhecidas pela Fundação. A certificação faz parte do Prêmio FBB de Tecnologia Social, criado em 2001 com o objetivo de identificar, certificar, premiar e difundir tecnologias sociais já aplicadas e implementadas, que sejam efetivas na solução de questões relativas a alimentação, educação, energia, habitação, meio ambiente, recursos hídricos, renda e saúde.

O Programa Ecos trabalha com o acompanhamento de indicadores operacionais: energia; água; copos descartáveis; papel A4; papel toalha; materiais recicláveis; resíduos não recicláveis; óleo vegetal descartado; pilhas descartadas; baterias descartadas; tôner descartado; cartuchos descartados; lâmpadas fluorescentes descartadas; lixo; investimento em desenvolvimento educacional dos empregados; proporção de homens e mulheres no quadro funcional; renda para cooperativa.

Assim como indicadores de desempenho: incentivar a implantação de procedimentos de gestão ambiental, integrados aos demais procedimentos de gestão da instituição; implementar os indicadores de desempenho e operacionais do programa; priorizar a compra de produtos e serviços ecologicamente corretos e socialmente justos; promover a minimização, sensibilização de seus empregados para atuarem em prol do equilíbrio das dimensões ambiental, social e econômica; incentivar o uso de técnicas ecoeficientes para construção, reforma ou ampliação da infraestrutura; buscar o uso de fontes de energias renováveis ou menos poluentes; promover a minimização, segregação, destinação e tratamento corretos dos resíduos sólidos e líquidos; estimular ações que promovam a paz social e a solidariedade.

O Ecos também trabalha com as seguintes rotinas:

– Apresentação para novos colaboradores: em parceria com a área de RH, o Ecos apresenta aos novos colaboradores uma síntese das ações sustentáveis desenvolvidas internamente e a ferramenta de boas práticas ambientais;

– Seção informativa: em parceria com a área de Comunicação, semanalmente, é publicada uma seção informativa do Ecos, além da divulgação de dicas práticas e aplicáveis no cotidiano corporativo e doméstico, com as principais notícias sobre o tema, e explicações sobre assuntos e termos ligados a sustentabilidade;

– Criação de e-mail específico para recebimento de sugestões e solicitações de participação nas campanhas do programa;

– Biblioteca para fomentar o conhecimento do tema sustentabilidade internamente; e

– Ações especiais, como no Dia Mundial do Meio Ambiente.