13.03
Três tendências mundiais que impactarão a indústria de turismo até 2025

A Visa divulgou os resultados de seu estudo “Mapping the Future of Global Travel and Tourism”, que explora as principais tendências que afetarão o turismo e as viagens em nível mundial durante a próxima década. O estudo mostra que, mundialmente, os gastos anuais com viagens internacionais girarão em torno de US$1,5 trilhão (montante médio, em valores de 2015) e US$5.309 por pessoa. Na América Latina, especificamente, estima-se que cada viajante gastará aproximadamente US$4.764 com viagens para fora de seus países. No grupo dos 50 mercados líderes em gastos no exterior em nível mundial, destacam-se seis mercados latino-americanos: Brasil, México, Argentina, Colômbia, Chile e Peru.

Segundo o estudo global, há três tendências representativas impactando as viagens internacionais. O crescimento da economia e a maior facilidade de acesso às viagens internacionais estão fazendo surgir uma nova e crescente “classe viajante” em todo o mundo. A expectativa é que, até 2025, mais de 280 milhões de famílias viajem para fora de seu país de residência. Outro fator importante é o envelhecimento da população mundial. Durante a próxima década, a expectativa da Visa é que os viajantes com mais de 65 anos de idade sejam o segmento mais promissor, com crescimento de 8,4% em nível mundial e de 9% na América Latina, superando em cerca de 4% os segmentos mais jovens. Por fim, a expectativa é que a conectividade da internet e a infraestrutura de transporte aumentem. A digitalização abre caminho para viagens mais espontâneas e personalizadas, abraçadas por viajantes internacionais acostumados a viagens mais breves e itinerários feitos sob medida para as suas necessidades. Hoje, na América Latina, existem 133,1 telefones celulares para cada 100 habitantes e 68 usuários de internet para cada 100 habitantes.

Até 2025, o número de viagens internacionais subirá drasticamente. Na América Latina, em especial, projeta-se um crescimento de até 16% entre os anos de 2015 e 2025, mantendo a região na vanguarda das tendências.

 

tendencias-visa

 

Principais dados do estudo:

– O estudo analisou dados de gastos no exterior em nível global e regional. Da América Latina, destacaram-se os seguintes mercados: Brasil, México, Argentina, Colômbia, Chile e Peru.

– O gasto com viagens internacionais crescerá 5,1% ao ano entre as famílias latino-americanas com renda a partir de US$20.000. No caso de famílias latino-americanas com renda anual igual ou superior a US$150.000, o crescimento será de 3.2%.

– Na região, estima-se que, até 2025, 9% das viagens internacionais serão realizadas por pessoas com mais de 65 anos de idade. Na média, 6,7% das viagens serão realizadas por pessoas com mais de 65 anos, ante 4,2% em 2015.

– Em longo prazo, o envelhecimento dos viajantes transformará a indústria. Uma área que já está em crescimento em decorrência desse envelhecimento é o “turismo médico”. Mais viajantes estão optando por combinar tratamentos médicos com férias.

– A conectividade digital transformou a forma como exploramos o mundo. A proliferação de dispositivos móveis facilitou o turismo em “tempo real”. Os viajantes estão cada vez mais suscetíveis e reativos às informações disponíveis on-line.

– Na América Latina, existem 133,1 telefones celulares para cada 100 habitantes e 68 usuários de internet para cada 100 habitantes. Mundialmente, são 114,7 telefones celulares para cada 100 pessoas e 52,5 usuários de internet para cada 100 pessoas.

A Visa realizou este estudo para proporcionar uma maior compreensão das tendências mundiais da crescente indústria de viagens e turismo. A Visa Performance Solutions tem as ferramentas e as soluções necessárias para ajudar as empresas a continuar na vanguarda da indústria e a planejar melhor suas estratégias de crescimento.

 


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.