19.10
Sustentabilidade corporativa e novidades da CEC

Em outubro, a Comissão de Engajamento e Comunicação do Pacto Global (CEC) se reuniu em Curitiba, na sede do ISAE FGV – Instituto Superior de Administração e Economia, maior conveniada da FGV na região sul do Brasil e terceira maior no país. O encontro, proposto presencialmente a cada três meses, busca reunir todos os membros da CEC para discutirem o andamento dos trabalhos realizados pelo grupo. E para recebê-los, o ISAE FGV preparou boas reflexões pela manhã.

Alguns advogados que representam a OAB do estado do Paraná, entidade signatária do Pacto Global e também integrante da CEC, abriram o encontro apresentando diversas iniciativas voluntárias dos advogados que representam a Ordem no estado, obtidas a partir de um diagnóstico interno da OAB/PR e nascidas com a proposta de engajar de forma transversal escritórios da região. Um dos resultados mais recentes diz respeito à assinatura do TRT/PR ao Pacto Global. As ações dos advogados vão desde ações práticas, como a confecção de uma biblioteca itinerante e a organização de mutirões carcerários, a discussões sobre temas sensíveis na sociedade – por isso a elaboração de planos de valorização para a mulher na advocacia (representado na Comissão da Mulher Advogada), para os advogados portadores de deficiências físicas e advogados idosos.

Em seguida, o Presidente do ISAE, Norman de Paula Arruda Filho, refletiu sobre duas complexas questões: o que faremos até 2030? O que deixaremos de fazer? Dr. Norman, como é conhecido, lembrou que 64% da agenda dos ODS não será cumprida até 2030 sem apoios ou parcerias mútuas e que o desenvolvimento em bases sustentáveis de economias e sociedades depende da qualidade dos profissionais que estão ou estarão na arena corporativa, tomando as decisões necessárias e liderando processos de alta complexidade. Por isso o ISAE tem como objetivo desenvolver lideranças globalmente responsáveis, que prezem pela na ética das relações e pela sustentabilidade corporativa.

O ISAE, juntamente com a Copel – Companhia Paranaense de Energia, cuja representante de sustentabilidade, Jocéli Bogusz, coordenadora de Meio Ambiente e Responsabilidade Social, também compartilhou a realidade da empresa à CEC, patrocinaram em 2018 o Fórum Regional Atingindo os ODS na América Latina (High Level Regional Forum), no Paraná, um evento conjunto do Pacto Global das Nações Unidas e suas iniciativas irmãs: Programa Cidades e PRME – Princípios para Educação Executiva Responsável.

E para fechar a manhã, o professor do ISAE, Gustavo Rafael Collere Posseti, levantou reflexões valorosas sobre o diagnóstico do mundo em relação ao saneamento básico. Também funcionário da Sanepar – Companhia de Saneamento do Paraná, Posseti lembrou-nos que 18 milhões de pessoas, em 2017, ainda praticam defecação a céu aberto, segundo a pesquisa da World Health Organization. Segundo o professor, para sanarmos um problema grave como este, que ainda compromete a vida de tantas crianças durante a primeira infância, se faz necessário mais do que “tropicalizar” o conhecimento – precisamos superar uma economia linear para uma economia circular e encararmos que inovação não pode ser entendida apenas como adjetivo da sustentabilidade.

Pela tarde, a CEC deu andamento às suas tarefas colocando em dia o status dos materiais em confecção. Em outubro, chamamos atenção para as várias atualizações no site do Pacto Global, tais como:

EM BREVE, VEM AÍ:

Até novembro, entrará no ar de diversas instituições signatárias do Pacto Global uma CAMPANHA DAS ODS didática e repleta de dados esclarecedores. Fique atento e acompanhe semanalmente as atualizações!


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.