02.01
Micro-momentos hoje: tendências reveladas pela busca do Google

O jeito como as pessoas fazem suas buscas na internet está evoluindo e deixando suas expectativas cada vez mais claras. Lisa Gevelber, VP de Marketing para as Americas do Google, fala sobre as tendências do comportamento do consumidor tendo como base os dados do Google Search norte-americano.

Há dois anos, o Google apresentou ao mercado a ideia de micro-momentos. Foi dado um nome para um comportamento que, com a popularização do mobile, se tornava predominante. As pessoas começavam a ter a expectativa de respostas imediatas toda vez que queriam ir a algum lugar ou saber, fazer ou comprar alguma coisa. Micro-momentos era o conceito realista, observável e capaz de provocar identificação que muitos profissionais de marketing desejavam.

tendencias-micromomentos

Essa forma de explicar o comportamento do consumidor e as expectativas relacionadas a ele, acabou sendo muito útil. A conversa sobre os micro-momentos estimulou as empresas a repensarem suas estratégias e abriu caminho para a criação de abordagens mais simples e diretas. Isso ajudou os profissionais de marketing a refletir sobre que momentos da jornada do consumidor eram mais importantes, criou um senso de urgência e inspirou a reavaliação de diversos hábitos e abordagens estabelecidos no mercado – de como pensar o share of voice e mensurar resultados a como oferecer experiências mais relevantes.

Há três premissas nesta tendência:

1)     O consumidor está bem informado
2)     O consumidor quer experiências onde ele estiver
3)     O consumidor decide a hora

Agora, na metade de 2017, a importância dos micro-momentos como comportamentos estabelecidos que só continuam se multiplicando está clara, tanto para consumidores quanto para marcas. As pessoas já nem conseguem lembrar como era antes, quando a gente não podia pesquisar, tomar decisões e fazer compras na hora que bem entendesse, apenas pegando o celular.

Os micro-momentos vêm aumentando a expectativa do público por experiências instantâneas: as pessoas contam com informações à mão e customizadas de acordo com suas necessidades. As pessoas continuarão esperando por informações cada vez mais úteis, mais personalizadas e mais imediatas. Esperam experiências digitais criadas sob medida para elas – incluindo resultados geolocalizados de acordo com o lugar onde elas estão no momento da busca.

Os celulares são o principal recurso usado por pessoas que precisam resolver algo, tomar decisões ou comprar alguma coisa repentinamente. A cada dia as pessoas confiam mais nos smartphones na hora de fazer compras de última hora ou tomar decisões rapidamente. As expectativas só irão aumentar, pois as pessoas querem mais informações, experiências personalizadas e soluções imediatas. E conforme essas expectativas crescem, maiores são os desafios (e as oportunidades) para os profissionais de comunicação e marketing. Como sua empresa pode posicionar-se neste tema?


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.