17.03
Coronavírus: pessoas vêm antes de lucro financeiro Use o seu poder de escala para amenizar a proliferação do coronavírus

O risco de o Brasil ser gravemente afetado pelo coronavírus é real e os impactos que poderemos sofrer em nossa economia, que vamos combinar já não vai bem das pernas, ainda são imensuráveis. Neste sentido, a participação de cada pessoa física e jurídica, com as medidas ao alcance de cada uma, é de suma importância para conter a proliferação do coronavírus. Cada pessoa infectada pode transmitir o coronavírus para outras três pessoas, é preciso agir na prevenção.

O primeiro passo que precisamos ter em mente é que a saúde das pessoas deve estar na frente da expectativa de lucro de curto prazo. Isolamento não pode ser privilégio dos mais ricos. As empresas precisam urgentemente encontrar soluções de trabalho remoto para que as pessoas não precisem se deslocar.

Não adianta dizer que é uma empresa sustentável, que está alinhada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU ou qualquer outra bela narrativa se a prática não for condizente com o discurso e se a empresa não tomar medidas concretas para proteger os seus funcionários e a população como um todo em uma pandemia. A população em maior risco não é formada apenas por idosos, mas também por pessoas com hipertensão, diabetes, problemas respiratórios ou de imunidade.

O passo seguinte é tentar encontrar formas de alocar os seus recursos, seja você pessoa física ou jurídica, em prol do bem comum. Tem força de mobilização? Arrecade/compre álcool gel e demais produtos de limpeza para doação para as populações mais vulneráveis ou para a rede pública de saúde. O álcool gel caseiro não tem eficácia.

Tem poder de escala? Use o seu poder de escala para levar comunicação de credibilidade e material de higiene para as populações menos favorecidas.

Produz algum produto que pode ajudar a conter a proliferação do coronavírus? Reserve parte da sua produção para doação e entre em contato com os comitês de crise do governo de sua região.

Com empenho de todos a crise passará mais rápido e o país terá o menor impacto negativo possível. Quer ser uma empresa de boa reputação? Faça a sua parte. Reputação depende de liderança, de estar presente de forma proativa na alegria e na tristeza. Não há maneira de construir um futuro positivo que não passe pela ação proativa pelo bem comum.


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.