17.05
Ativar sua presença digital fará bem para a carreira profissional Comunicadores devem estar atentos à reputação e a sua “presença social”, itens fundamentais da gestão da carreira

8468788107_bb6c21b0e4_k

Uma recomendação que sempre faço para quem está a procura de um primeiro ou de um novo trabalho é revisar a sua presença online e replanejar essa “presença social” antes de qualquer entrevista. Essa recomendação é válida para todos os profissionais, mas especialmente importante para quem trabalha com comunicação. Nossa área é uma das mais afetadas pela revolução digital, tivemos de assumir uma série de competências e repertórios que até há bem pouco tempo estavam sob a responsabilidade de outras profissões e estamos sendo avaliados por profissionais que já dominam muitas dessas competências.

Embora possa parecer óbvia essa recomendação, possivelmente você ainda não tenha ativado todas as possibilidades que as plataformas sociais proporcionam. E o desempate, na disputa por uma vaga, pode estar exatamente em uma delas. Pra ajudar, preparei um check-list com pontos de atenção para compor uma presença social. A partir deles, você poderá se planejar e usar parte de seu tempo para construir uma reputação digital que esteja de acordo e ressalte as características da sua personalidade. E que possam interessar a quem está buscando novos profissionais no mercado.

  • Perfis sociais | Faça um inventário dos seus perfis nas redes sociais, certifique-se de que as informações a seu respeito estão atualizadas, facilite os pontos de contato para os interessados no seu perfil e crie perfis em redes sociais com maior penetração no universo corporativo, caso do Linkedin
  • Reputação | Você tem pouco controle sobre a sua privacidade. Zele, então, pela sua reputação. Sua atividade na rede diz muito sobre você. Seja você mesmo, mas revise suas publicações e suas interações, principalmente as intervenções feitas apressadamente e que possam causar dúvidas sobre o que estava realmente querendo dizer. Corrija erros de português
  • Imagem | Prefira sua imagem real aos avatares, imagens ilustrativas ou ativistas
  • Empresas | Antes de ser escolhido(a), escolha você as empresas nas quais gostaria de trabalhar. Feito isso, siga os perfis dessas empresas nas redes sociais, principalmente no Linkedin (para ficar atualizado com notícias e ofertas de vagas). Tenha atenção à atividade dessas empresas, assine newsletters e busque informações que possam ser úteis em uma entrevista
  • Listas | Crie uma lista das empresas no Twitter e nela inclua perfis de seus profissionais. Use aplicativos como Feedly para acompanhar, via RSS, as informações publicadas por elas nos sites e nos blogs corporativos
  • Influenciadores | Acompanhe nas redes sociais os perfis de profissionais e influenciadores na sua área de atuação. Procure interagir com eles e compartilhar seus posts
  • Grupos | Se você sentir segurança, participe de grupos de discussão sobre a sua atividade. Há muitos no Linkedin e no Facebook
  • Redes privadas | Evite expor publicamente aquilo que você gostaria de manter numa esfera íntima. Use mais redes privadas, como WhatsApp, para esse tipo de conteúdo e direcione seus posts no Facebook somente para o grupo que você gostaria que tomasse conhecimento.

[Imagem do post]


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.