14.08
A educação pode transformar o mundo ODS 4 – Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

Por Fernanda Favoratto Martins

Quando falamos em educação de qualidade precisamos pensar em uma formação humana e integral, que esteja voltada aos desafios globais no seu viés social, ambiental e econômico e ao aprimoramento ético, social e político do aluno.

Nesse contexto, o foco principal da educação deve estar na compreensão dos alunos sobre o contexto no qual está inserido, reconhecendo sua responsabilidade com a sociedade e o meio ambiente e agindo como protagonistas do processo de implementação da Agenda 2030, definida em 2015, pela ONU, para melhorar os indicadores sociais, ambientais e econômicos de todos os países. Esta agenda mundial é formada pelo conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), 169 metas que procuram promover uma vida digna para todos, dentro de padrões de sustentabilidade, e mais de 200 indicadores. Entre os objetivos estão a educação de qualidade (ODS 4); equidade de gênero (OD 5); consumo responsável (ODS 12); e paz e justiça (ODS 16).

Trabalhar a temática dos ODS em sala de aula possibilita a formação de futuros cidadãos mais solidários e conscientes da sua importância e do meio no qual estão inseridos para a construção de sociedades mais sustentáveis, inclusivas e equitativas. Os diálogos são voltados para a compreensão dos problemas sociais do Brasil e do mundo, para a qualidade nas relações e na interação do cidadão com o meio no qual está inserido, alinhando à prática e propiciando o aumento do entendimento sobre essa agenda de desenvolvimento mundial e o despertar, em cada um, de como contribuir nesse processo.

Quando se propõe metodologias e processos de aprendizagem diferenciados, mostrando como os ODS são de todos e para todos, é possível pensar global e agir localmente, desenvolvendo competências e valores capazes de responder às necessidades do mercado e aos desafios da sustentabilidade que, por sua vez, estimula os jovens a atuarem como cidadãos participativos, tanto no ambiente escolar quanto na comunidade.

Unindo esses dois pontos: educação e sustentabilidade, teremos práticas educacionais participativas nas quais o aluno passa a entender seu papel no processo de transformação da realidade, reforçando os vínculos e estimulando a cooperação entre os diferentes atores do seu meio. Assim, será capaz de refletir sobre as profundas desigualdades econômicas, sociais e ambientais de hoje, para poder agir e ser um cidadão consciente e protagonista do desenvolvimento local sustentável do amanhã.

Programa ODS na Educação do Sistema Fiep

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial.

Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com diversas instâncias, fomentam negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis. Também oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva.

Dentro desta perspectiva e ciente do seu papel na sociedade, o Sistema Fiep, em 2018, desenvolveu um programa específico para os seus alunos e professores, com foco em promover a integração dos ODS na formação dos estudantes e envolver todas as modalidades de Educação, acreditando que esse é o caminho para promover a transformação social em nosso Estado. Assim, as atividades são direcionadas para a unificação das ações relacionadas à Agenda 2030 com a reflexão em sala de aula sobre os desafios que a sociedade deve enfrentar para fazer do mundo um lugar melhor, mais sustentável e inclusivo.

O Sistema Fiep é signatário do Pacto Global, desde 2003, ano de início da Rede Brasil, e integra o Comitê Brasileiro do Pacto Global (CBPG). Atualmente, participa da Comissão de Comunicação e Engajamento e dos Grupos Temáticos de Anticorrupção e dos ODS.

Fernanda Favoratto Martins é Jornalista, Especialista em Comunicação Política e Imagem, Planejamento e Gestão de Negócios e Educação Ambiental e Sustentabilidade. Analista de Negócios Sênior no Sesi no Paraná. Possui experiência em relatório de sustentabilidade GRI, responsabilidade socioambiental, desenvolvimento local e educação transformadora em sinergia com a indústria, comunidades, escolas entre outros atores dispostos a desenvolver ações em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Corresponsável pelo desenvolvimento do Programa ODS na Educação do Sistema Fiep.


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.