Presente no País há mais de 100 anos, a BASF sempre apostou no diálogo com stakeholders para inovar e promover iniciativas que ajudem a resolver os desafios sociais, colaborando, assim, para a transformação da sociedade – um pré-requisito para o sucesso do negócio.

Neste ano, a empresa lançou globalmente uma nova estratégia de engajamento social e a América do Sul foi escolhida como uma das regiões piloto. A estratégia é baseada em dois pilares: Valor Compartilhado – realizar negócios rentáveis e que, ao mesmo tempo, contribuam para o desenvolvimento socioambiental; e Cidadania Corporativa – participar do desenvolvimento social das comunidades em que a BASF está presente.

Com base nesses pilares, a BASF irá, a partir de 2017, apoiar projetos que envolvam as seguintes prioridades de impacto social: Educação científica e ambiental; Empregabilidade; e Proteção dos recursos naturais e biodiversidade.

Nesse processo, a comunicação com os diversos stakeholders da empresa foi fundamental. Isso porque a nova estratégia reforça ainda mais as relações da empresa com a sociedade, já que uma das principais etapas na escolha dos projetos consiste no diálogo com comunidades vizinhas, parceiros de negócios, governo e associações.

Além disso, a estratégia de engajamento social está sob a Governança de Sustentabilidade da BASF, que é realizada por meio de comitês que permeiam toda a estrutura da empresa, em diferentes níveis. São eles: Comitês Locais: atuam na implementação da estratégia nas regiões onde as fábricas estão localizadas; Comitê de Engajamento Social: tem a visão da estratégia em diferentes áreas da empresa, tanto fábricas como unidades de negócio; Comitê de Sustentabilidade: está ligado à alta liderança da empresa e é responsável por definir as estratégias de sustentabilidade na região, alinhadas às diretrizes globais da BASF, monitorando e assegurando a realização das ações propostas.

Para comunicar a nova estratégia aos diversos stakeholders, foram realizadas as seguintes ações:

  1. Em 2015, a BASF reavaliou suas ações sociais e verificou o alinhamento com os objetivos da empresa e os desafios sociais locais. Um novo processo de engajamento social foi iniciado com implementação em fases a partir de 2016, com a primeira fase englobando 3 países: Brasil (em São Bernardo do Campo e Guaratinguetá), Argentina (Malvinas Argentinas) e Chile (Quinta Normal). A empresa estabeleceu um diálogo aberto e participativo com a comunidade e os principais públicos de interesse e realizou:

– Workshops internos para mapeamento de stakeholders e cenário de cada localidade.

– Reuniões de consulta com as comunidades para identificar as necessidades da população local

– Comunicados internos: em murais eletrônicos, informativos para colaboradores e e-mails marketings

  1. Após esse processo, a BASF lançou, em agosto nestas cidades, o edital Conectar para Transformar para a seleção de projetos de impacto social nas áreas de educação científica e ambiental; empregabilidade e proteção dos recursos naturais e biodiversidade, além de projetos culturais e esportivos com leis de incentivo. Foram realizadas as seguintes ações para comunicar o edital:

– Comunicado à imprensa por meio de release

– Comunicados internos: em murais eletrônicos, informativos para colaboradores e e-mails marketings

– posts em redes sociais, como Facebook e LinkedIn

– Reforço das mensagens-chave com equipe comercial da BASF para reforço da mensagem nos principais canais com clientes

–  Reuniões com as comunidades para esclarecer dúvidas do edital

– Parceria com a plataforma Editais Prosa, especificamente no Brasil, na qual proponentes inscreveram os projetos – tornando o processo de gestão e comunicação mais rápido e eficaz

  1. O anúncio do resultado do edital foi realizado em 20/10, tendo sido escolhidos 13 projetos no total, incluindo Guaratinguetá e São Bernardo do Campo (SP/Brasil), Malvinas Argentinas (Argentina) e Quinta Normal (Chile). O anúncio dos escolhidos envolveu:

– Comunicado à imprensa por meio de release

– Comunicados internos: em murais eletrônicos, informativos para colaboradores e e-mails marketings

– posts em redes sociais, como Facebook e LinkedIn

– email para todas as entidades participantes do edital

– email marketing para públicos de relacionamento

  1. A partir de 2017, a BASF irá manter o diálogo com as partes interessadas e monitorar os resultados dos novos projetos de maneira pragmática e transparente conforme os objetivos definidos no edital.