×

13ª Solidarity Week reforça o compromisso de inclusão social da AccorHotels ao redor do mundo

Até 16 de dezembro, acontece a Solidarity Week, evento global da AccorHotels – associado da Aberje – em que todos os colaboradores da rede se engajam com ações voluntárias em prol da comunidade local e ONGs parceiras. Em São Paulo, a sede da rede na América do Sul, a iniciativa ocorre hoje, com a Feira Solidária, quando as organizações sociais apresentam para venda os seus produtos (itens gastronômicos e artesanatos). Além disso, os colaboradores doam mochilas escolares para crianças que fazem parte da Unibes, parceira da AccorHotels no Brasil.

 

 

Essa ação é uma iniciativa da Solidarity AccorHotels, fundação da rede que completa dez anos e tem como propósito o desenvolvimento social por meio do financiamento de projetos sociais. Durante essa década, a Solidarity AccorHotels beneficiou aproximadamente 500 mil pessoas; atualmente, 332 projetos são financiados em todo o mundo, impactando positivamente mais de 100 mil pessoas diretamente, além de seus familiares. Na América do Sul, nove projetos são financiados, atingindo mais de 600 pessoas diretamente apenas em 2018. “A Solidarity Week reforça, ano após ano, o engajamento da AccorHotels com os temas de cunho social por meio do voluntariado. Atualmente, apoiamos nove ONGs, sendo seis no Brasil, duas no Peru e uma no Chile, investindo € 150 mil (euros) em projetos de capacitação profissional para jovens e adultos socialmente vulneráveis. Com isso, mais de 600 pessoas estão sendo positivamente impactadas”, ressalta Antonietta Varlese, Vice-Presidente de Comunicação e Responsabilidade Social Corporativa da AccorHotels América do Sul.

No Brasil, os voluntários da AccorHotels compartilham conhecimento e experiências em seis projetos financiados pela fundação da rede. Há dez anos, a parceria com a Unibes forma jovens na área de hotelaria e conta com um apartamento Novotel para as aulas práticas. Atualmente, o curso prepara 60 jovens por ano para a indústria hoteleira. “Fiquei inserida em um hotel por seis meses, aprendendo os passos na teoria e na prática. As aulas de atendimento me ensinaram a lidar com o público e mostraram quanto o turismo influencia a indústria hoteleira”, destaca Nailda Souza, ex-estudante do curso de Hotelaria da instituição Unibes.

O projeto com a Arca do Saber também capacita jovens na área de Hotelaria, sendo que a capacitação técnica com foco na atuação em restaurantes é feita em parceria com o Senac. “Gostei muito da estrutura da ONG e dos professores voluntários da AccorHotels, que nos receberam muito bem. Graças à capacitação, consegui um trabalho como jovem aprendiz, que tem me ajudado bastante”, conta a ex-aluna do curso de Hotelaria, Maria Bruna, que hoje é jovem aprendiz da Ipsos, multinacional de pesquisa de inteligência de mercado.

Com o projeto Jovens em Ação, durante seis meses, a ONG mineira Humbiumbi ministra aulas que desenvolvem o senso crítico, ético e amigável dos jovens. Aulas com noções básicas de governança, vendas, recursos humanos, recepção e atendimento ao cliente no universo da hotelaria também fazem parte do projeto. “Aprendi a me comunicar melhor, a ouvir e a respeitar outras opiniões. As aulas teóricas foram sensacionais, começando pelos voluntários da AccorHotels, que reservaram um tempo para o projeto e se prepararam para trazer conhecimento, nos dando, assim, a oportunidade de sonhar, de acreditar, de valorizar as pequenas coisas”, conta o estudante da ONG Humbiumbi, Victor Laporaes.

Anualmente, a ONG IA3 atua na capacitação profissional de 60 mulheres socialmente desfavorecidas por meio de atividades artesanais e inclui workshops de empreendedorismo e gestão, além de apoio psicológico para facilitar a integração social.

A FAS (Fundação Amazonas Sustentável) desenvolve atividades de turismo sustentável e aprimora a qualidade de vida das comunidades costeiras do Amazonas. O projeto “Reserva Uatumã” capacita 60 empreendedores do turismo de base comunitária, com cursos de gastronomia regional, guia de pesca esportiva e empreendedorismo. “Nem todos os nossos piloteiros estavam preparados e, a partir do curso de guia de pesca esportiva, percebemos que todos eles se tornaram capacitados para a realização deste trabalho”, relata a presidente da associação de Moradores de Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã, Iracy Cleide Oliveira.

O Centro Social Menino Jesus capacita jovens e adultos a atuarem na área de gastronomia como ajudantes de cozinha e também em áreas específicas, como sobremesas, saladas etc. Os participantes colocam em prática seus conhecimentos nos eventos organizados pela ONG. “Agradeço a todos da ONG Centro Social Menino Jesus pelo trabalho maravilhoso que fazem na vida das pessoas, possibilitando novas oportunidades. Sem o curso na área de gastronomia, eu não teria tido a oportunidade de ser contratada no grupo em que atuo”, comemora Rose Eleutério, que hoje é auxiliar de cozinha em um grupo hoteleiro.